Projeto no Rio de Janeiro busca ajuda para construir hortas coletivas

Mirian Teresa Martins, gestora ambiental, acredita que é possível levar educação através da agricultura urbana. Ela é fundadora do coletivo Hortação, um grupo que desenvolveu o Projeto Educando com a Horta Escolar, que pretende levar essa vivência para escolas públicas, onde normalmente as crianças não têm acesso a este tipo de estrutura. Além disso, o projeto conta com uma chef de cozinha e uma nutricionista, que dão orientações aos alunos, para que levem as boas práticas para casa.

A ideia já foi aplicada em algumas escolas do Rio de Janeiro, com ótimos resultados:

“Nós realizamos atividades de plantio orgânico em caixotes e atividade de educação alimentar em escola do município do Rio. Os alunos simplesmente adoram as atividades de plantio, já construíram uma composteira doméstica, mudaram hábitos alimentares, preferindo frutas no seu lanche aos alimentos industrializados, demonstram interesses em conhecer sobre a alimentação orgânica, o cultivo e alguns já estão cultivando em suas casas. Assim, entendemos a necessidade de aproximar esses alunos e alunas dos produtores familiares, de propiciar uma vivência em uma propriedade de agricultura familiar orgânica, criar o hábito de consumo de alimentos orgânicos e instrumentalizá-los para realizar pequenas hortas. Além do desejo de expandir essa ação para outras escolas para que mais alunos sejam beneficiados.”

Horatacao_21

A arrecadação é feita através do “Eco do Bem”, uma ferramenta brasileira de financiamento coletivo. O alvo para a proposta é de R$ 8.500, que precisam ser arrecadados durante os próximos 35 dias. Caso a iniciativa não alcance o objetivo, a verba é devolvida aos doadores. Os objetivos são:

  • melhorar a alimentação das crianças;
  • conhecimento sobre como se dá o cultivo dos alimentos
  • importância da agricultura sem agrotóxicos
  • resgate e experimentação de alimentos não-industrializados.

 

Para ajudar, visite Educando com a Horta Escolar

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *